Avaliação da relação entre variação de espessura da placa de concreto e presença de defeitos em pavimentos de concreto

Deividi da Silva Pereira, Lúcio Salles de Salles, Flavia Campos Macedo Britto, Diego Sousa Garcia Sanz, Lev Khazanovich, Kyle Hoegh

Resumo


A espessura da placa de concreto é a principal incógnita de métodos de dimensionamento de pavimentos de concreto. Pressupõe-se que para condições semelhantes, pavimentos com placas espessas apresentem melhor desempenho do que aqueles com placas delgadas. Entretanto, o efeito da variabilidade da espessura final é pouco discutido. Neste artigo, foram relacionadas informações de avaliações acerca da variabilidade de espessura de pavimentos de concreto com mapas de defeitos na superfície das mesmas placas. Observou-se uma grande variação da espessura do pavimento em ambas as direções. No entanto, o desempenho dos pavimentos (número de defeitos) não depende unicamente da relação entre a espessura de campo e a de projeto. Seções com placas mais espessas do que a espessura de projeto não obtiveram, necessariamente, os melhores desempenhos. Isso se torna importante, considerando que construtoras tendem a construir placas ligeiramente mais espessas, destinadas a evitar deduções de contrato e penalidades. Por outro lado, seções com pequenas deficiências, mas com menor variação de espessura apresentaram um menor número de defeitos, sugerindo o desvio-padrão da espessura (uniformidade de construção) como um parâmetro relevante para o controle de qualidade.


Palavras-chave


Pavimento de concreto; Espessura de placa; Defeitos; Variabilidade de espessura; Uniformidade de construção.

Texto completo:

PDF

Referências


DNIT (2004) Pavimento Rígido – Execução de pavimento rígido com equipamento de fôrmas-deslizante – Especificação de serviço. DNIT 049/2004-ES. Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes.

EDWARDS, L (2012) Evaluation of Technologies for Nondestructively Determining Concrete Pavement Thickness. Proceedings of the 10th International Conference on Concrete Pavement, ISCP, Québec City, Canada.

FHWA (2003). Distress Identification Manual for Long-Term Pavement Performance Program, FHWA-RD-03-031. US Department of Transportation, Federal Highway Administration.

HOEGH, K.; KHAZANOVICH, L.; YU, T (2011) Ultrasonic Tomography for Evaluation of Concrete Pavements. Transportation Research Record, v. 2232, p. 85 – 94. DOI: 10.3141/2232-09

HOEGH, K.; KHAZANOVICH, L.; YU, T. (2012). Concrete Pavement Joint Diagnostics with Ultrasonic Tomography. Transportation Research Record, v. 2305, p. 54 – 61. DOI: 10.3141/2305-06

HOEGH, K.; KHAZANOVICH, L.; WOREL, B. J.; YU, T. (2013). Detection of Subsurface Joint Deterioration Blind Test Comparison of Ultrasound Array Technology with Conventional Nondestructive Methods. Transportation Research Record, v. 2367, p. 3 – 12. DOI: 10.3141/2367-01

JIANG, Y., SELEZNEVA, O., MLADENOVIC, G., AREF, S., and DARTER, M (2003). Estimation of Pavement Layer Thickness Variability for Reliability-Based Design. Transportation Research Record. 1849, pp. 156-65. DOI: 10.3141/1849-17

KIM, S. M., MCCULLOUGH, B. F (2002). Reconsideration of Thickness Tolerance for Concrete Pavements. Report No. 4382-1, Federal Highway Administration, Washington, DC.

MnDOT (2011). Pavement Distress Identification Manual. Minnesota: Department of Transportation, St. Paul.

MNDOT (2015). Standard Specifications for Construction: 2016 Edition. Minnesota: Department of Transportation, St. Paul.

MnDOT (2006). An Overview of Mn/DOT’s Pavement Condition Rating Procedures and Indices. Minnesota: Department of Transportation St. Paul.

NCHRP (2004). Guide for Mechanistic-Empirical Design of new and rehabilitated pavement structures, final report, part 3. Design Analysis, chapter 4. Design of new and reconstructed rigid pavements, Illinois, ERES Consultants Division.

PACKARD, R. G. e TAYABJI, S. D (1985). New PCA thickness design procedure for concrete highway and street pavements. 3th International Conference on Concrete Pavement Desgin. Proceedings. Purdue University. pp. 225-236. West Lafayette.

SALLES, L. S., BALBO, J. T. e KHAZANOVICH, L. Non-destructive ultrasonic tomography for concrete pavement evaluation: signal processing and image analysis of crucial parameters. Revista Ibracon de Estruturas e Materiais, v. 10, p. 1182-1191, 2017. DOI: 10.1590/s1983-41952017000600004

STUBSTAD, R. N., TAYABJI, S. D., LUKANEN, E. O. (2002). LTPP Data Analysis: Variations in Pavement Design Inputs. Report No. Project 20-50[5]), National Cooperative Highway Research Program Transportation Research Board National Research Council, Washington, DC.

VANCURA, M., KHAZANOVICH, L., BARNES, R (2013). Variation Assessment with Cores and Nondestructive Testing Measurements. Transportation Research Record, v. 2347, p. 61 – 68. DOI: 10.3141/2347-07




DOI: https://doi.org/10.14295/transportes.v26i4.1441

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2018 Deividi da Silva Pereira, Lúcio Salles de Salles, Diego Sousa Garcia Sanz, Lev Khazanovich, Kyle Hoegh

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

TRANSPORTES (ISSN: 2237-1346) é uma publicação da ANPET - Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes (www.anpet.org.br)

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.