Potencial de transferência de um índice de mobilidade sustentável para campus universitário

Francine Marvulle Tan, Antônio Nélson Rodrigues da Silva

Resumo


O objetivo do presente trabalho é desenvolver um método para avaliação do potencial de transferência de um índice de mobilidade sustentável para campus universitário. O estudo teve início com a aplicação do IMSCamp, índice concebido por Oliveira (2015), a um novo contexto. Em seguida foi analisado o potencial de transferência do referido índice, a partir de sua concepção original, através de critérios desenvolvidos especificamente para este fim. A aplicação ocorreu no campus da USP de Piracicaba e resultou no valor de 0,491, o que não reflete boas condições de mobilidade, visto que este valor pode variar de zero (pior caso) a um (melhor caso). A avaliação seguinte também resultou em um valor que indica um baixo potencial de transferência (cerca de 40% do máximo possível) para o índice. Ou seja, a transferência do índice a um novo contexto exigiu que o mesmo fosse cuidadosamente revisto e adaptado para contemplar as novas necessidades.


Palavras-chave


Indicadores, Potencial de transferência, Campus universitário, Mobilidade sustentável.

Texto completo:

PDF

Referências


Balsas, C. J. (2003) Sustainable transportation planning on college campuses. Transport Policy, v. 10, n. 1, p. 35–49. https://doi.org/10.1016/S0967-070X(02)00028-8

Brasil (2012) Lei nº 12.587. Política Nacional de Mobilidade Urbana. Diário Oficial da União, Brasília, DF. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/2012/lei-12587-3-janeiro-2012-612248-normaatualizada-pl.pdf

Chakhtoura, C. e D. Pojani (2016) Indicator-based evaluation of sustainable transport plans: A framework for Paris and other large cities. Transport Policy, v. 50, 15–28. https://doi.org/10.1016/j.tranpol.2016.05.014

Cherry, C. R.; W. Riggs; B. Appleyard; N. Dhakal; A. Frost e S. T. Jeffers (2018) New and unique aspects of university campus transportation data to improve planning methods. 97th Annual Meeting of Transportation Research Board, TRB, Washing-ton D.C. https://doi.org/10.1177/0361198118781659

Chung, B.; M. S. Hasnine e K. N. Habib (2018) How far to live and with whom? The role of modal accessibility on Toronto student’s choice of living arrangements and the distance they are willing to live from university. 97th Annual Meeting of Transportation Research Board, TRB, Washington D.C. Disponível em: https://trid.trb.org/view/1495603

Guillard-Gonçalves, C.; S. L. Cutter; C. T. Emrich e J. L. Zêzere (2015) Application of Social Vulnerability Index (SoVI) and de-lineation of natural risk zones in Greater Lisbon, Portugal. Journal of Risk Research, v. 18, n. 5, p. 651–674. https://doi.org/10.1080/13669877.2014.910689

Macário, R. e C. F. Marques (2008) Transferability of sustainable urban mobility measures. Research in Transportation Eco-nomics, v. 22, n. 1, p. 146–156. https://doi.org/10.1016/j.retrec.2008.05.026

Marshall, M. N.; P. G. Shekelle; E. A. McGlynn; S. Campbell; R. H. Brook e M. O. Roland (2003) Can health care quality indicators be transferred between countries? Quality and Safety in Health Care, v. 12, n. 1, p. 8–12. https://doi.org/10.1136/qhc.12.1.8

Meadows, D. (1999) Leverage points: Places to intervene in a system. The Sustainability Institute, 3, 19p. Disponível em: http://www.donellameadows.org/archives/leverage-points-places-to-intervene-in-a-system/

Meireles, T. F. A. (2014) Mobilidade Sustentável no acesso a Campi Universitários - Estudo de caso: Universidade do Minho. Disser-tação (Mestrado), Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil. Universidade do Minho, Portugal. Disponível em: http://hdl.handle.net/1822/36423

Miralles-Guasch, C. e E. Domene, E. (2010) Sustainable transport challenges in a suburban university: The case of the Autonomous University of Barcelona. Transport Policy, v. 17, n. 6, p. 454–463. https://doi.org/10.1016/j.tranpol.2010.04.012

Oliveira, A. M. (2015) Um Índice para o Planejamento de Mobilidade com Foco em Grandes Polos Geradores de Viagens - Desen-volvimento e Aplicação em um Campus Universitário. Dissertação (Mestrado), Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Transportes. Universidade de São Paulo, São Carlos. https://doi.org/10.11606/D.18.2016.tde-23022016-143827

Parra, M. C. (2006) Gerenciamento da Mobilidade dentro de um Campus Universitário: Problemas e Possíveis Soluções no Caso UFRJ. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Engenharia. Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro. Disponível em: http://redpgv.coppe.ufrj.br/index.php/es/produccion/universidades-com-pgvs/964-gerenciamento-da-mobilidade-em-campi-universitarios-problemas-dificuldades-e-possiveis-solucoes-no-caso-ilha-do-fundao-ufrj/file

Rodrigues, D. S., R. A. R. Ramos e J. F. G. Mendes (2005) Modelo de Avaliação da Qualidade de Vida Aplicado a Campi Universi-tários. Anais do PLURIS 2005: Actas do Congresso Luso Brasileiro para o Plajenamento Urbano Regional Integrado Sustentável, v.1, São Carlos, SP, Brasil, 2005, Braga. Disponível em: http://hdl.handle.net/1822/4498

Saaty, T. L. (1980) The Analytic Hierarchy Process: planning, priority setting, resource allocation. McGraw-Hill International Book Co, New York.

Shannon, T.; B. Giles-Corti; T Pikora; M. Bulsara; T. Shilton e F. Bull (2006) Active commuting in a university setting: Assessing commuting habits and potential for modal change. Transport Policy, v. 13, n. 3, p. 240–253. https://doi.org/10.1016/j.tranpol.2005.11.002

Smith, L. M.; C. M. Wade; J. L. Case; L. C. Harwell; K. R. Straub e J. K. Summers (2014) Evaluating the transferability of a U.S. Human Well-Being Index (HWBI) framework to Native American populations. Social Indicators Research, v. 124, n. 1, p. 157–182. https://doi.org/10.1007/s11205-014-0775-7

Stein, P. P. e A. N. R. Rodrigues da Silva (2014) Influência de perfis e localizações dos usuários nas taxas de geração de via-gens de estabelecimentos de ensino superior. Journal of Transport Literature, v. 8, n. 3, p. 89–106. https://doi.org/10.1590/S2238-10312014000300005

Stein, P. P. e A. N. Rodrigues da Silva (2017) Barriers, motivators and strategies for sustainable mobility at the USP campus in São Carlos, Brazil. Case Studies on Transport Policy. v. 6, n. 3, p. 329-335. https://doi.org/10.1016/j.cstp.2017.11.007

Tan, F. M. (2018) Potencial de Transferência de um Índice de Mobilidade Sustentável para Campus Universitário. Disserta-cão (Mestrado), Universidade de São Paulo, São Carlos. DOI: 10.11606/D.18.2018.tde-30072018-114727

Tolley, R. (1996) Green campuses: cutting the environmental cost of commuting. Journal of Transport Geography, v. 4, n. 3, p. 213–217. https://doi.org/10.1016/0966-6923(96)00022-1

Vale, D. S., M. Pereira e C. M. Viana (2018) Different destination, different commuting pattern? Analyzing the influence of the campus location on commuting. Journal of Transport and Land Use, v. 11, n. 1. https://doi.org/10.5198/jtlu.2018.1048




DOI: https://doi.org/10.14295/transportes.v27i2.1570

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2019 Francine Marvulle Tan, Antônio Nélson Rodrigues da Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

TRANSPORTES (ISSN: 2237-1346) é uma publicação da ANPET - Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes (www.anpet.org.br)

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.