Validação de um modelo de desempenho de caminhões em rampas ascendentes

Sergio Henrique Demarchi, Ricardo Almeida de Melo, José Reynaldo Setti

Resumo


Este artigo descreve a validação de um modelo de desempenho de veículos pesados a partir de curvas empíricas de desempenho em rampas ascendentes elaboradas para caminhões cuja massa, modelo e potência são conhecidos. Os dados foram obtidos numa rodovia de pista simples do estado de São Paulo, onde existe uma balança móvel. O método de levantamento das curvas distância-velocidade consistiu em seguir os caminhões em um automóvel e ler as velocidades no velocímetro do automóvel nos instantes em que o caminhão passava por pontos predefinidos, a cada 100 metros, ao longo da rampa. As curvas de desaceleração observadas empiricamente foram comparadas com curvas obtidas através de um modelo analítico, calibrado com informações obtidas de caminhões em uma balança rodoviária e da literatura especializada. Verificou-se que os parâmetros inicialmente adotados na calibração eram adequados somente para caminhões rígidos. Assim, o modelo foi recalibrado para melhor representar o desempenho de caminhões articulados. Embora a quantidade de curvas empíricas obtidas não tenha sido muito grande, pode-se concluir que o modelo de desempenho foi satisfatoriamente validado para as categorias de caminhões analisadas.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/transportes.v9i1.179

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2001 Sergio Henrique Demarchi, Ricardo Almeida de Melo, José Reynaldo Setti

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

TRANSPORTES (ISSN: 2237-1346) é uma publicação da ANPET - Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes (www.anpet.org.br)

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.