Redefinição automática da rede de transporte coletivo para alocação de fluxo de equilíbrio

Autores

  • Fernando Ramiro Castro Aragón Departamento de Engenharia Industrial - PUC/RJ
  • José Eugenio Leal Departamento de Engenharia Industrial - PUC/RJ

DOI:

https://doi.org/10.14295/transportes.v6i2.251

Resumo

Muitas formulações para resolver problemas de alocação de fluxos para o transporte coletivo utilizam redes lógicas redefinidas a partir de uma rede inicial para este modo de transporte. A rede de transporte coletivo é redefinida criando-se nós e arcos adicionais a representação da rede viária, para permitir a aplicação de algoritmos que modelam o comportamento dos passageiros na hora da escolha da rota e para poder representar os diferentes componentes do tempo total de viagem como os tempos de caminhada, tempos de espera, tempos de transbordo e tempos de descida nos pontos de parada. Este trabalho visa demonstrar que este processo de redefinição da rede pode ser executado de uma forma automática a partir de certas informações do modelo de rede original e dos itinerários das linhas de ônibus.

ABSTRACT

Most approaches of transit network problems use a redefined network that consider behavioral assumptions and different components of total travel time. The purpose of this article is to demonstrate that it is possible to automate the representation of a logic transit network, including walking arcs, waiting arcs, transfer arcs and aligthing arcs, starting from some representation of the street network and from transit lines information as itineraries, frequency and speed.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1998-04-18

Como Citar

Aragón, F. R. C., & Leal, J. E. (1998). Redefinição automática da rede de transporte coletivo para alocação de fluxo de equilíbrio. TRANSPORTES, 6(2). https://doi.org/10.14295/transportes.v6i2.251

Edição

Seção

Artigos