Estudo exploratório para aplicação de modelos de transportes baseados em atividades no Brasil

Fabiana Serra de Arruda, Antônio Nélson Rodrigues da Silva, Harry Timmermans

Resumo


Os modelos baseados em atividades têm sido apontados por diversos pesquisadores como sendo ferramentas promissoras no processo de análise de demanda por transportes. São modelos robustos, que incorporam em sua estrutura uma grande quantidade de variáveis e, dessa forma, produzem resultados mais detalhados sobre o comportamento de viagens individuais. Esses modelos vêm sendo usados para aplicações práticas em várias cidades do mundo. Como no Brasil não existem até o momento registros sistemáticos de sua aplicação, essa pesquisa tem como objetivo apresentar e discutir o potencial e as dificuldades de implementação de um modelo baseado em atividades em uma cidade brasileira de porte médio. Esse processo é composto por três etapas: coleta dos dados, adaptação do modelo às condições brasileiras e análise dos resultados obtidos na fase de calibração. Mesmo sem envolver a fase de validação do modelo, os resultados apontam a viabilidade da aplicação e mesmo o desenvolvimento de modelos de atividades no Brasil.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/transportes.v15i2.36

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Direitos autorais 2007 Fabiana Serra de Arruda, Antônio Nélson Rodrigues da Silva, Harry Timmermans

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

TRANSPORTES (ISSN: 2237-1346) é uma publicação da ANPET - Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes (www.anpet.org.br)

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.