Atributos para caracterização de plataformas logísticas: estudo de casos na Espanha, Itália e Dinamarca

Autores

  • Carolina Correa de Carvalho UNICAMP
  • Regina Meyer Branski UNICAMP
  • Orlando Fontes Lima, Jr. UNICAMP
  • Emilia Wanda Rutkowski UNICAMP

DOI:

https://doi.org/10.4237/transportes.v21i1.569

Resumo

Plataformas Logísticas são instalações onde diversas empresas executam atividades de transporte, armazenagem, distribuição e produção de mercadorias. As plataformas contribuem para a racionalização dos processos logísticos e podem gerar importantes vantagens competitivas, reduzindo custos e melhorando o nível de serviço das empresas. O objetivo deste estudo é estabelecer os atributos que caracterizam três empreendimentos bem sucedidos com relação a sua implantação e evolução. Através da metodologia de estudo de casos múltiplos foram analisadas duas importantes plataformas logísticas europeias (Plaza em Zaragoza, Espanha e Distrito de Nola, Itália) e um Parque Eco-Industrial (Kalundborg, Dinamarca). Os resultados do estudo contribuem para o entendimento de como estas instalações devem ser implantadas e geridas para alcançar maior eficiência, além de fornecer uma modelo de análise que pode ser aplicado a novos estudos de casos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carolina Correa de Carvalho, UNICAMP

Laboratório de Aprendizagem em Logística e transportes (LALT), Departamento de Geotecnia e Transportes (DGT), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo (FEC)

Regina Meyer Branski, UNICAMP

Laboratório de Aprendizagem em Logística e transportes (LALT), Departamento de Geotecnia e Transportes (DGT), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo (FEC)

Orlando Fontes Lima, Jr., UNICAMP

Laboratório de Aprendizagem em Logística e transportes (LALT), Departamento de Geotecnia e Transportes (DGT), Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo (FEC)

Emilia Wanda Rutkowski, UNICAMP

Laboratório de Ensinagem em Redes Técnicas e Sustentabilidade SocioAmbiental, Departamento de Saneamento e Ambiente (DSA) - Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo (FEC)

Referências

Ballis, A. e G. Mavrotas (2007) Freight Village Design using the multicriteria method Promothee. Operational Research. An International Journal, v.7, n.2. DOI: 10.1007/BF02942388

Bocovis, M.M.C. (2007) Estudo comparativo das plataformas logísticas europeias x brasileiras. II Congresso de Pesquisa e Inovação da Rede Norte Nordeste de Educação Tecnológica João Pessoa, Manaus.

Boile, M.; S. Theofanis e P. Gilbert (2009a) Task 5: analyzing Freight Village opportunities. Feasibility of freight villages in the NYMTC region, disponível em <http://www.nymtc.org/project/freight_planning/frtvillage/FrtVillage_files>. (Acesso em 12/2010).

Boile, M.; S. Theofanis e A. Strauss-Wieder (2009b) Feasibility of Freight Village in the NYMTC Region. Center for Advanced Infrastructure and Transportation.

Boudouin, D. (1996) Logística-Território-Desenvolvimento: O caso europeu. I Seminário Internacional: Logística, Transportes e Desenvolvimento. Ceará, p.105.

Branski, R. M.; C. C. Carvalho e O. F. Lima Jr. (2011) Modelo conceitual de plataforma logística para a Região Metropolitana de Campinas. In XXXI Encontro Nacional de Engenharia de Produção (XXXI ENEGEP). Belo Horizonte.

Brown, A.P. (2010). “Qualitative method and compromise in applied social research”. Qualitative Research, Vol. 10, No 2, pp. 229-248. DOI: 10.1177/1468794109356743

Cambra-Fierro, J. e , R. Ruiz-Benitez (2009) Advantages of intermodal logistics platforms: insights from a Spanish platform. Supply Chain Management: An International Journal, v. 14 Iss: 6 pp. 418 – 42. DOI: 10.1108/13598540910995183

Carvalho, C. C. (2010) Análise de benchmarking para projeto de plataforma logística: caso da plataforma logística de campinas. Dissertação (mestrado). Programa de Pós graduação em Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo, Universidade Estadual de Campinas, Campinas -SP.

Carvalho, C. C. e O. F Lima Jr. (2010) Análise de benchmark para projeto de plataforma logística. In: XXIV ANPET - Associação Nacional de Ensino e Pesquisa em Transporte, Salvador.

Carvalho, C. C.; M. F. H Carvalho e O. F Lima J (2010) Efficient logistic platform design: the case of Campinas Platform. In: XVI ICIEOM - International Conference on Industrial Engineering and Operations Management 2010, São Carlos. Technological Innovation and Intellectual Property: Production Engineering Challenges in Brazil Consolidation in the World Economic Scenario.

Chertow, M.R. (2007) “Unconvering” industrial symbiosis. Journal of Industrial Ecology, New Haven, v. 1, n. 1, p. 11-30.

Colin, J. (1996) Les evolutions de la logistique en Europe: vers la polarisation des espaces. I Seminário Internacional: Logística, Transportes e Desenvolvimento. Ceará, p. 52-92.

Desrochers, P (1997) Eco-Industrial Parks: The Case for Private Planning. PERC Research Study RS 00-1.

Dias, J.C.Q. (2005) Logística Global e Macrologística. Edições Sílabo, Lisboa, 1 ed.

Duarte, C.J.E. (2005) Distribuição e Logística na União Europeia. Eurotendências. Portugal.

Duarte, P. C. (1999) Modelo para desenvolvimento de Plataforma logística em um terminal: Estudo de Caso na Estação Aduaneira do Interior – Itajaí/SC. Dissertação (mestrado). Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federalde Santa Catarina - UFSC. Florianópolis- SC.

Duarte, P. C. (2004) Desenvolvimento de um mapa estratégico para apoiar a implantação de uma plataforma logística. Dissertação (doutorado). Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS. Porto Alegre.

Dubke, A.F.; F.R.N. Ferreira e N.D Pizzolato (2004) Plataformas Logísticas: características e tendências para o Brasil. XXIV ENEGEP.

Eisenhardt, K.M. (1989) Building theories form case study research. Academy of Management Review. New York, v. 14 n. 4.

European Commission (1997) Intermodality and transport of goods, Brussels. Intermodality and transport of goods. Brussels Beugeum Congress.

Europlatforms EEIG. (2004) Logistics Centres Directions for Use. Disponível em: < www.unece.org > (Acesso em 10/2009).

Gajšek, B., M. Lipičnik e M. Šimenc (2012) The Logistics Platform Disambiguation. Research in Logistic & Production. v. 2, n. 1, pp. 69-80.

Garner, A. e G.A. Keoleian (1999). Industrial ecology: an introduction. Pollution Prevention and Industrial Ecology Disponível em: <http://www.umich.edu/~nppcpub/resources/compendia/INDEpdfs/INDEintro.pdf>. (Acesso em 15/10/2012).

Gertler M.S. (1995) "Being There": Proximity, Organization, and Culture in the Development and Adoption of Advanced Manufacturing Technologies. Economic Geography- Collaboration and Competition in Geographical, v. 71, n. 1, pp. 1-26.

Higgins, C.D. e M.R Ferguson (2011) An Exploration of the Freight Village Concept and its Applicability to Ontario. McMaster Institute of Transportation and Logistics.

Interporto Campanho (2012) Disponível em :<www.terminalintermodalnola.it>. (Acesso em 18/04/2012).

Juga, J. (1996) Organizing for Network Synergy in Logistics: A Case Study. International Journal of Physical Distribution & Logistics Management, v. 26 (2), 51-67. DOI: 10.1108/09600039610113209.

Koch, H.; S. Nestler e T. Nobel (2010) Ranking of European Freight Village locations – benchmarking of the European experiences. DDG: Deutsche GVZ- Gesellschaft mbH.

Lowe, E.A. (2001) Eco-industrial Park Handbook for Asian Developing Countries. A Report to Asian Development Bank, Environment Department, Indigo Development: Oakland, CA.

Martins, T. T. (2006) Considerações sobre Implantação de uma Plataforma Logística no Estado do Rio de Janeiro. Dissertação (mestrado) - Puc-Rio, Rio de Janeiro.

Naslund, D. (2002). Logistics needs qualitative research: especially action research. International Journal of Physical Distribution & Logistics Management. Vol. 32 No. 5, pp. 321-38. DOI: 10.1108/09600030210434143.

Novaes, A. G. N. e E.F. Frazzon (2005) Sustentabilidade e Macro-Logística: Conceituação e Perspectivas. Anais do XIX ANPET, v. II, pp. 1811-1820. XIX Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes, Recife, PE.

Ockwell, A. (2001) Benchmarking the performance of intermodal transport. Report. Division of Transport, Organisation for Economic Co-operation and Development, Paris.

Plaza, Plataforma Logística de Zaragoza (2012) Disponível em: www.plazalogistica.index.aspx. (Acesso em 17/04/2012).

Rodrigues, A.D. (2004) Plataforma Logística: Competitividade e Futuro. Revista Conjuntura Econômica Goiana, p.65.

Rosa, D. (2004) Plataforma logístico-cooperativa: integração horizontal das cadeias de abastecimento. Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em transportes: Rio de Janeiro.

Schalarb, M. (2000) Eco-Industrial Developments. Sustainable architecture white papers. Earth Plege Foundation, p. 105-113.

Taminoto A. H. (2004) Proposta de simbiose industrial para minimizar os resíduos sólidos no Pólo Petroquímico de Camaçari. Dissertação (mestrado profissional) em Gerenciamento e Tecnologias Ambientais no Processo Produtivo, Universidade Federal da Bahia - UFBA. Salvador.

Taniguchi E.E e H. Van Der (2000) An evaluation methodology for city logistics. Transport Reviews, v. 20, 65–90.

Watson, N. e S. Kraiselburd (2009) The Logistic Park of Zaragoza. Harvard Business School Publishing, Boston, MA02163.

Weisbrod, E.R., E. Swiger, G. Muller, F.M. Rugg, e M.K. Murphy (2002) Global freight villages: A solution to the urban freight dilemma. Proceedings of the 81st TRB Annual Meeting, Washington.

Yin, R. K. (2003) Case study research, design and methods (applied social research methods). Thousand Oaks. California: Sage Publications.

Downloads

Publicado

2013-04-30

Como Citar

Carvalho, C. C. de, Branski, R. M., Lima, O. F., & Rutkowski, E. W. (2013). Atributos para caracterização de plataformas logísticas: estudo de casos na Espanha, Itália e Dinamarca. TRANSPORTES, 21(1), 23–33. https://doi.org/10.4237/transportes.v21i1.569

Edição

Seção

Artigos